Acidente Vascular Cerebral

O AVC (Acidente Vascular Cerebral) resulta da restrição de irrigação sanguínea ao cérebro.

O que fazer em caso de acidente vascular cerebral

Os acidentes vasculares cerebrais são, infelizmente, muito frequentes acabando por dificultar em muito a vida dos doentes que o sofreram assim com as da sua família. Nesta doença quanto mais rápido for o diagnóstico melhor será para o paciente, pois cada minuto que passe será mais um dano causado no cérebro, podendo este ser irreversível afetando o resto da sua vida. O acidente vascular cerebral consiste na perda da função neurológica, sendo que esta perda poderá ter duas origens, o entupimento ou o rompimento dos vasos sanguíneos cerebrais, no primeiro caso dá-se o nome de AVC isquémico, enquanto no segundo dá-se o nome de AVC hemorrágico. De certo modo, é possível dizer que o AVC hemorrágico é o mais perigoso devido à sua enorme taxa de mortalidade, contudo é o AVC isquémico que traz mais sequelas aos doentes.

O que fazer na presença de um AVC?

Em primeiro lugar necessita de saber identificar um AVC, pois é importante fazer uma espécie de diagnóstico prévio antes de tomar qualquer decisão, mas não se esqueça, quanto mais rápido reagir melhor será para o doente. Depois do primeiro diagnóstico realizado por si, deverá seguir uma série de passos para conseguir salvar a vida do doente.

Principais sintomas do AVC

Para conseguir identificar se é ou não realmente um AVC é necessário saber quais os principais sintomas desta doença, só assim conseguirá reagir da melhor forma. Assim sendo os principais sintomas desta doença são:

Como reagir em caso de AVC?

Mais uma vez é de salientar que deverá ser o mais rápido possível, só assim se conseguirão evitar sequelas maiores. Quando deteta um ataque deverá ter alguns cuidados pois qualquer movimento mais brusco pode piorar a situação do doente.