Acidente Vascular Cerebral

O AVC (Acidente Vascular Cerebral) resulta da restrição de irrigação sanguínea ao cérebro.

Quer receber mais informações sobre o acidente vascular cerebral? Subscreva a nossa newsletter.

Fase de recuperação do Acidente Vascular Cerebral

Consoante a Organização Mundial de Saúde, 2003 os estágios da fase de recuperação são:

1. Estágio flácido

Persistência da hipotonia, havendo perda motora geral e perda sensorial severa. O braço fica mole e caído e o paciente não consegue firmar-se no espaço devido à fraqueza muscular e ao baixo tónus muscular, sendo o mais incapacitante dos 3 estágios.

2. Estágio de recuperação

Evolução para o tónus normal, os movimentos iniciam-se nos membros, primeiro mais distalmente, permanecendo na generalidade uma leve incapacidade.

3. Estágio espástico

Evolução para a hipertonia, a recuperação da função motora com uma evolução para a espasticidade é bastante frequente. Há uma recuperação inicial dos movimentos proximais dos membros. O tónus muscular aumentado conduz à espasticidade que se apresenta nos músculos antigravíticos.Este tónus muscular é diferente em cada indivíduo, influenciando a qualidade do movimento:

4. Ataxia

Ataxia, é resultado em alguns casos de hemiplegia (principalmente os causados por trauma), o cerebelo ou o sistema cerebelar pode ser afectado. Os movimentos são descontrolados e excessivos, havendo dificuldade na realização e manutenção das posições intermediárias de um movimento. A realização de tentativas voluntárias para resolver esses problemas causa tremor intencional e dismetria.

Bobath

Segundo Bobath, existem três estágios pós-AVC:

  1. Primeiro estágio é a hipotonia no hemicorpo afectado;
  2. Segundo estágio é a hipertonia do hemicorpo afectado;
  3. Terceiro estágio é a de recuperação relativa que depende de muitos factores entre os quais o local e a extensão da lesão, a idade, a capacidade do sistema nervoso se reorganizar (plasticidade) e a motivação/atitude do utente que podem fazer variar o tempo de permanência entre os estágios e condicionar a recuperação (O´Sullivan, 1993).